Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2016

2016 foi complicado hein?!

2016 foi complicado hein?!
Poderia falar das situações enfrentadas pela humanidade neste planeta e tentar conduzir, mais uma vez, as mentes a uma reflexão sobre a necessidade de despertar, e a conscientização de tantas ferramentas que temos em nossas mãos, que poderiam deveriam estar auxiliando, muito mais, na passagem deste difícil ano. Porém prefiro escrever sobre o que passou em termos espirituais em nossas vidas.
Um ano que trouxe grandes mudanças e que demonstrou claramente que a tão propalada “peneira de Pai João” está em pleno funcionamento!
Muitas máscaras caíram e alguns Templos esvaziaram. Vários recém iniciados, decepcionados, deixaram a missão, esquecendo o juramento e a espada que conduziram. Outros, com anos de Doutrina, mas ainda sem entender nada dos princípios Crísticos, mostraram suas garras e atacaram seus irmãos! Esqueceram que SEMPRE será melhor perdoar, e pedir perdão, independente de quem possa estar “certo”, é a melhor prova de entendimento da Evolução, e o revide…

Ajanãs - Recordando Tia Neiva

Fragmentos de aula ministrada por Tia Neiva para os Mestres Lua. 
O Mestre Lua é um Mestre preparado em todos os sentidos, é Iniciado...
Nós pensamos sempre que o Mestre Lua tem menos instrução (recebe menos aulas de Desenvolvimento), mas eu não nunca me preocupei. Afinal, pelas comunicações dos Pretos Velhos, ele já é privilegiado pelas constantes incorporações.
O Mestre Ajanã é comandado pelos Grandes Oráculos de Simiromba, e o seu Ministro é Olorum. Olorum é o Deus infinito e misericordioso do Oráculo que tem a Força da Lua. Principalmente na Anodização, Olorum emite Mantras na Presença Divina pelo Mestre Lua, sim pelo Mestre Lua!
Olorum é o Ministro do Oráculo Universal do Mestre Apará, do Mestre de Incorporação. Ele emite seus Raios Lunares, e tem a Força também do Sol.
Quando o Mestre Lua emite, ele já entra no Luminoso mundo dos Pretos Velhos e Caboclos.
Para o Mestre Adjuração é mais trabalhoso... Por isso é que o Adjuração manipula no Terceiro do Terceiro Sétimo, e o Ajanã vai além

COMO ANDA NOSSO TEMPLO?

O médium chegou ao Templo já estranhando a falta do tradicional burburinho de outros médiuns e pacientes. Olhava em volta e via poucos trabalhadores uniformizados e uma grande quantidade de pacientes que circulavam na área externa, sem demonstrarem nenhuma preocupação em entrar no Templo.
Desconcertado olhou o relógio: 20hs! Era sábado, e, aos sábados o templo fervia naquele horário. Tentando entender se aproximou de um Jaguar que não via há muito tempo, um destes que somem e nunca ninguém pergunta o que aconteceu com ele, e perguntou:
- Salve Deus! O que está acontecendo meu irmão? Por que tudo está assim parado?
- Salve Deus! – respondeu o mestre “sumido” – Está tudo normal, é sempre assim por aqui.
- Como assim? Aos sábados eu sempre deixo para chegar mais tarde porque assim os trabalhos já foram encaminhados e posso trabalhar mais tranquilo. Mas hoje está tudo parado! Não tem nenhum trabalho funcionando, os pacientes estão todos do lado de fora e lá dentro, quando olhei pela entrada, …

Saindo “mal” dos trabalhos...

Meus irmãos e irmãs, Salve Deus!
Ao realizarmos um trabalho espiritual com perfeição, dentro de nossas diretrizes doutrinarias deixadas por Tia Neiva, deveríamos sair realizados, felizes e com as forças totalmente renovadas. Quando isso não acontece é porque “faltou” alguma coisa.
Quando saímos “mal” de algum trabalho, com dores, enjoos, cansados demais, enfim, “fora do eixo”, torna-se preciso refletir, com sinceridade, sobre o que poderia ter acontecido de errado. Se o problema é nosso, por conta de nosso padrão ou falta de concentração, ou se o trabalho fugiu das diretrizes da Clarividente.
Apresento algumas hipóteses que podem encontrar amparo em uma situação vivida, ou que fujam de alguma realidade pessoal, mas que servem para reflexão.
Se nos envolvermos com as dores dos pacientes ou tratarmos como algo mais próximo, mantendo a mente nas recordações de um atendimento, ou focando nas dores retiradas pelos Mentores, inevitavelmente nosso padrão baixa e atraímos o que não nos pertence. É…