ÚLTIMOS TEXTOS

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Mentor de Cura

terça-feira, 27 de agosto de 2013 - 4 Comments


Um dos trabalhos espirituais, que pouco se comenta na Doutrina é a Cura, e menos ainda sobre os Mentores de Cura, os “Médicos do Espaço” que nos assistem nestes trabalhos.

Os Mentores de Cura têm uma incorporação bastante diferente das outras Entidades. Passam uma tranqüilidade, uma segurança total. Na visão dos médiuns de incorporação, existem dois fatores de peso: A ausência quase total de comunicações, que só ocorrem em poucos casos em Curas Evangélicas, e a sutileza da emanação.

A ausência de comunicação é um fator que tranqüiliza naturalmente o médium. Seu compromisso é manipular a energia, reequilibrando o plexo do paciente. Colocando seu ciclo biológico em harmonia com sua aura espiritual.

Esta mesma sutileza de manipulação também, em alguns casos, traz dúvidas, e dificuldade do médium reconhecer se já incorporou ou não. Isso pode ser resolvido com a mentalização da aura do paciente. A Entidade passa a sensação dos pontos em desequilíbrio, e em total sintonia, pode-se vislumbrar o quê efetivamente está sendo realizado pela Entidade.

A roupagem do Médico de Cura é quase Kardecista. Porém atua com forças altamente precisas e iniciáticas, dentro dos Sandays, e com manipulação quase cirúrgica nos trabalhos evangélicos.

O reequilíbrio bio-espiritual do paciente muitas vezes elimina diretamente algumas enfermidades, e em outras, desmascara o fator espiritual que ocultava a doença, permitindo que os “médicos da terra” encontrem e identifiquem o fator físico gerador dos problemas.

O Cavaleiro da Lança Lilás é o emissor do Raio Curador, da cura do corpo físico.

Ao iniciar o trabalho evangélico, o Doutrinador identifica a Entidade e recebe o paciente encaminhado pelas Entidades dos Tronos.

Deitado na maca com a proteção de um lençol que o cobrirá da cintura para os pés, o paciente deve relaxar e mentalizar o problema que lhe aflige fisicamente.

Assim como nos Tronos, o Doutrinador fala o nome do médico incorporado e solicita que o paciente informe o seu nome e a sua idade.

Com a sua mão direita, aberta, com a palma voltada para o plexo do paciente a uma altura de aproximadamente 30 cm, e o braço esquerdo levantado, formando um ângulo de 90º, com a mão espalmada, o Doutrinador dá início ao trabalho.

Nunca tocando o paciente, o Mentor de Cura realiza seu trabalho em silêncio, sem emitir sons ou ficar “vazando” (ssssssssssssss...). A comunicação neste trabalho é praticamente inexistente. Porém algumas vezes o Médico solicita ao paciente o uso de a água fluidificada.

Terminado o atendimento, o Doutrinador retira o lençol e o paciente é liberado.

Kazagrande

Pensamos naquele homem cuja perna ia perder. Chegou um cientista e, no plano físico, lhe deu um remédio e o libertou.

O homem, com suas duas pernas, se pôs a correr e a se chocar, em desafio com outros homens. Voltou à sua dor primária, indo ver-se em seu antigo estado.

O cientista, tornando a vê-lo, triste, foi lhe dar o mesmo remédio. Não, ele não precisava mais do cientista!

Desta vez sua doença era na alma.

Enganou-se: o cientista tirou do bolso o Evangelho e lhe deu sua cura!

Tia Neiva, em 12 de dezembro de 1978


terça-feira, 13 de agosto de 2013

TEXTO NOVO - Acervo Doutrinário

terça-feira, 13 de agosto de 2013 - 9 Comments


Livros e Apostilas postados!

Meus irmãos e irmãs,
Salve Deus!

Já está novamente ativo nosso Acervo Doutrinário!

Para acessar e baixar gratuitamente e facilmente qualquer arquivo basta acessar o link de “Acervo”, selecionar a guia de “Impresso”e depois “Livros da Doutrina do Amanhecer”. Logo abrirá uma página com tudo que já está disponível. Procurarei ir postando todas as semanas novos livros e apostilas.

Os links do Acervo Oficial da Clarividente e Áudio e Vídeo logo também já estarão em funcionamento.

Um fraterno abraço,
Kazagrande

01 - No limiar do 3º milênio
02 - Sob os olhos da Clarividente
03 - 2000 - A conjunção de dois planos
04 - Minha Vida Meus Amores
05 - Pérolas de Pai João
06 - O Centurião
07 - Apostila das Ciganas Taganas
08 - Apostila das Gregas
09 - Apostila da Recepção
10 - Apostila das Jaçanãs
11 - Evangelho do Jaguar
12 - IPHAN - Vale do Amanhecer
13 - Livro de Mantras
14 - Apostila das Dharman Oxinto
15 - Apostila das Aponaras
16 - Apostila das Samaritanas
17 - Apostila dos Magos
18 - Apostila do Pequeno Pajé
19 - Apostila de Realinhamento


domingo, 11 de agosto de 2013

Lembrar de Agradecer

domingo, 11 de agosto de 2013 - 3 Comments

Existem tantas coisas que queremos, e que julgamos importantes e até mesmo imprescindíveis.

Quantas no trabalho queremos um emprego melhor?

Pois é. Gostaríamos de um melhor ambiente de trabalho, um chefe menos rigoroso, uma carga horária menor, um salário maior.

Porém, muitas pessoas desejam somente poder ter um emprego. Qualquer um que fosse. Um salário mínimo já serviria para saírem da pobreza total.

Quantas vezes reclamamos dos pratos servidos no almoço e no jantar? Sempre a mesma coisa. Parece que a cozinheira está desprovida de idéias ou anda com preguiça.

Entretanto, enquanto almejamos pratos mais sofisticados e variados, milhares, no mundo todo, desejam apenas um prato de comida.

Olhamos para o espelho e reclamamos da cor dos olhos. Como seria bom se tivéssemos olhos claros. Ou escuros. Mais esverdeados.

E tantos aguardam simplesmente a oportunidade de enxergar. Anseiam por uma córnea, uma cirurgia que os libere da cegueira em que se encontram.

Encantamo-nos com as vozes do cantor, do locutor e desejaríamos ter uma voz bonita, cristalina. Ou encorpada, máscula.

E ao nosso lado, existem tantos que desejariam apenas ter a sorte de falar, em qualquer tom.

Olhamos nossos pais e pensamos como seria bom se eles fossem mais esclarecidos, tivessem diplomas universitários, conhecessem o mundo.

Contudo em nossa mesma cidade, existem tantos que se contentariam apenas em ter pais. Seja como fossem, iletrados, analfabetos, pobres de entendimento. Mas que estivessem ao seu lado para amá-Los.

Reclamamos da rua barulhenta em que se situa a nossa Casa, do cachorro do vizinho que late toda noite, perturbando-nos o sono.

Desejaríamos silêncio. Um bairro tranqüilo, cães disciplinados, ruas sem trânsito. Muito silêncio para nossa leitura, nosso descanso, nosso lazer.

Nem nos damos conta que centenas de criaturas almejam ardentemente, simplesmente ouvir. O que quer que seja. O ruído do trânsito, o apito das fábricas, a gritaria da criançada.

Qualquer coisa, contanto que pudessem ouvir.

Olhamos, com olhos de desejo, as vitrinas abarrotadas de sapatos lindos. Modelos recém chegados. Lançamentos.

Gostaríamos tanto que nosso orçamento nos permitisse comprar um novo par. Afinal, Os nossos já andam um pouco gastos e for a de moda.

Enquanto olhamos para nossos pés, desejando novos sapatos, muitos contemplam os próprios membros inferiores, desejando apenas ter pés.

Pensamos num carro novo, mais confortável. Um carro com porta-malas maior, que caiba mais coisas.

Enquanto isso, bem próximo de nós, muitos apenas sonham com a possibilidade de se locomover de um lado a outro com as próprias pernas.

É justo sonhar. É bom desejar melhorar o padrão de vida. Isto faz parte do Progresso do ser humano.

Entretanto, que esses anseios não se constituam em nossa infelicidade. Não esqueçamos de valorizar o que já temos.

Valorizemos a possibilidade de andar, ouvir, enxergar, de nos locomover de um a outro lado, por nossa própria conta.

Agradeçamos o emprego que nos permite o atendimento das nossas necessidades.

Sejamos gratos pela nossa família, pequena ou grande. Ilustrada ou não.

Agradeçamos, enfim, a Deus, pelo dom da vida. Por estar na terra, abençoada escola.

Por respirar, por poder abraçar, por ter a quem abraçar.

Agradeçamos simplesmente, por viver este dia.

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

TEXTO NOVO - O Caboclo “Gritador”

sexta-feira, 9 de agosto de 2013 - 10 Comments


Um Caboclo nos Tronos e na Linha de Passes, e a incorporação da Sessão Branca.

A “Vovozinha” atendia com sua voz tranquila ao paciente que vinha pela primeira vez. Em determinado momento dá passagem para um sofredor. A doutrina é realizada com precisão e o irmãozinho encaminhado, mas...

- AAAAAAAEEEEEEEEEEEIIIIIIIIIIOOOOOOOOUUUUUUUUUU

O Caboclo incorpora com um grande grito e literalmente esmurra o peito do Apará com tamanha violência que o paciente quase cai dos Tronos e dá um grito junto!

Vocês já imaginaram o trauma deste paciente? Será que ele vai acreditar que era uma Entidade de Luz que veio dar um passe?

Salve Deus! Meus irmãos e minhas irmãs! Um Preto Velho e mais ainda, uma Preta Velha, é ternura! Vem com “jeitinho”, falar brejeiro, com carinho vai conscientizando o paciente dos problemas espirituais que enfrenta... Fala de Deus, está sempre saudando “Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo”. O paciente de primeira vez vai ficar chocado! Às vezes tudo que o Preto Velho conseguiu quebrar (preconceitos, medos, etc) vai por água abaixo. Não foi isso que aprendemos!

O Apará tem controle da incorporação, pois é um médium consciente, isso é um ponto pacífico. Devemos esclarecer no Desenvolvimento que realmente a energia da incorporação do Caboclo é intensa. Que na maioria das vezes sente-se o ímpeto de gritar e liberar com toda força as três pancadas no peito, mas... aprendemos que nossa Doutrina prima pela elegância! Não tem gritaria de Caboclo, quem grita é o índio vivo na Sessão Branca! Lá o índio vem para falar, para gritar, para emitir seu magnético animal puro e levar a energia Iniciática que emitimos neste intercâmbio. É um índio vivo, sem a consciência de uma Entidade de Luz!

O Caboclo é uma roupagem de uma Entidade de Luz, e, portanto jamais viria para chocar um paciente, vem ajudar e não atrapalhar o trabalho de um Preto Velho. A intensidade da energia propõe, no subconsciente do Apará, a vontade de gritar para liberar esta forte projeção. Mas não é o Caboclo que grita, é o Apará! Todos nós sabemos que se você, Apará, “resolver” que não vai abrir a boca depois de incorporado, não sai nada! O Preto Velho não vai agarrar sua mandíbula e forçar que se mova. A mesma coisa é o Caboclo! O controle existe e é seu!

Existe sim a vontade, provocada pela energia que deseja se expandir, mas a Entidade respeita o paciente, suas possíveis crenças, medos e preconceitos...

Gritar não é um sinal de “força” da Entidade e tão pouco é um sinal de desequilíbrio (atenção Doutrinadores), é uma falha no desenvolvimento, que deveria ser alertada no tempo correto.

Algumas vezes os “branquinhos” observam um médium mais antigo gritando e consideram isso como o “correto”, por isso devem ser alertados sempre sobre o quê é certo e o quê são “vícios de incorporação” (tema interessante para desenvolver em outro texto).

Entendam que não é uma “chamada de atenção”, mas uma preocupação pelos nossos pacientes.

Kazagrande


quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Cadastramento no Exílio do Jaguar

quinta-feira, 8 de agosto de 2013 - 0 Comments

Meus irmãos e minhas irmãs,
Salve Deus!

Dando seguindo à nova etapa no nosso “Exílio do Jaguar”, hoje apresento um tutorial (uma ajudinha) para quem deseja cadastrar-se no site e receber diretamente em seu e-mail todos os novos textos que sejam publicados. Os textos de republicação no Facebook não serão enviados, apenas os novos que são postados diretamente em nossa página. Creio que será interessante, pois a partir de hoje estarei novamente postando nossos acervos doutrinários e os links também serão enviados por e-mail.

Vamos lá:

Observe no lado direito da página principal do Exílio do Jaguar a janelinha “Receba por E-mail”. Coloque ali seu endereço de e-mail e clique em “Inscreva-se”.


Irá abrir esta janelinha aqui a baixo e você deverá preencher a palavra de segurança que aparece e clicar em completar seu cadastro.


Aparecerá a seguinte confirmação:


Espere!!! Não acabou!!! Você tem que abrir seu e-mail e confirmar que é o seu, senão qualquer um sairia cadastrando os outros...

Abra seu e-mail, observe a caixa de entrada e se não estiver lá, olhe também a quarentena ou lixo eletrônico, as vezes os servidores que não conhecem o remetente mandam para lá.



Agora abra o e-mail e clique no link. Pronto! Já está cadastrado!


Caso a janela final de confirmação não aparecer, terá que copiar o link que está em seu e-mail e color no programa que usa para a internet, aí ela aparece com certeza.

Um fraterno abraço e boa leitura!

Kazagrande


quarta-feira, 7 de agosto de 2013

1º Curso de Conhecimentos Doutrinários

quarta-feira, 7 de agosto de 2013 - 2 Comments


Templo Anavo do Amanhecer – Cochabamba – Bolívia - 2ª Aula - HOJE - 07/08/2013

1ª Aula - 31/07/2013 - O Terceiro Sétimo - Para que  serve / Como realizar o trabalho  /  Como direcionar as invocações  /  Distribuição de Material impresso.

2ª Aula - HOJE - 07/08/2013 - Espíritos sofredores /  Quem são  /  Como vivem /  Quais as categorias  /  Como direcionar a Doutrina de acordo com a intuição  /  Como comportar-se na incorporação (pensamento, direcionamento, gestos, etc)  /  Impedindo misturar pensamentos  /  O encaminhamento  /  Quando aceitam a doutrina  /  Quando não aceitam a Doutrina  /  Distribuição de Material impresso.

3ª Aula - 14/08/2013 - Filmes "Chico Xavier" e "Nosso Lar"/  Levar pipoca e refrigerante / Após os filmes Corujão Doutrinário com temas livres.

4ª Aula - 21/08/2013
5ª Aula - 28/08/2013
6ª Aula - 04/09/2013
7ª Aula - 11/09/2013

O curso seguirá até a 7ª Aula, onde serão emitidos Certificados de participação. Haverá uma semana de folga e iniciaremos o 2º Curso.

Um fraterno abraço,

Kazagrande - Adjunto Anavo

7991-7609

TEXTO NOVO: O pé-de-boi*


(* expressão usada em alguns Templos para designar o médium que segura os trabalhos, que está sempre presente e trabalhando)

Meus irmãos e minhas irmãs,
Salve Deus!

O encantamento verificado quando entramos para a Doutrina do Amanhecer jamais deve servir de desculpa para nos descuidarmos de nossa jornada física.

Somos físicos e devemos respeitar às leis que nos regem no mundo físico, onde, uma delas diz que “devemos ganhar o pão de cada dia com o suor de nosso rosto”.

Nestes anos de Doutrina tive a oportunidade de conhecer muitos médiuns que se encantam de tal maneira com a missão que esquecem por completo a vida material. São “pés-de-boi*” que muitas vezes seguram os trabalhos espirituais a custo de sua estagnação na vida física. Mas será que é isso que o Pai quer de nós? Que abramos mão de nossa personalidade, de nossos desejos, de nosso progresso na vida física, para nos dedicarmos quase que totalmente à vida espiritual e nos tornemos todos “pés-de-boi*”?

Não! Em absoluto! Pai Seta Branca nunca exigiu que nosso compromisso com a Doutrina anulasse a nossa personalidade. Tia Neiva nos garantiu isso justamente pedindo ao Pai que pudesse manter sua personalidade, que pudesse continuar sendo a “Neiva”. Tanto que continuou fumando, ralhando forte com os meninos do Orfanato (quando necessário) e tendo suas atitudes de uma pessoa normal. Não queria ser “uma santinha” e temos esta herança para não nos tornarmos “robôs místicos”.

Temos que trabalhar, estudar, ganhar o pão de cada dia com nosso esforço, dedicação e aperfeiçoamento. É preciso que apenas tenhamos responsabilidade com nosso compromisso espiritual e cumpramos com amor. Não é preciso abrir mão da família, emprego, estudos... Ao contrário! É preciso demonstrar que, em nossa Doutrina, nós aprendemos coisas que nos permitem progredir e sermos felizes.

Nossas frustrações não podem nos transformar em uma “ostra doutrinária”, imóvel, fechada e escondendo seu tesouro do mundo. Transformar-se em um missionário não significa arrumar um “quartinho” e viver de favores e pequenos trabalhos. Ser missionário é mostrar para o mundo físico que somos pessoas felizes, espiritualizadas, apesar de vivermos os mesmo dramas que eles.

Ser “pé-de-boi” é cumprir sua responsabilidade e não sair assumindo o quê irá comprometer sua jornada física.

“Mas Mestre, se o senhor publicar isso não vão sumir os “pé-de-boi” e prejudicar os Templos?”

Salve Deus! Muitas vezes os médiuns se eximem de responsabilidade justamente por ter os que “sempre estão lá”, os que “comandam tudo” e principalmente os que acabam se julgando “donos de um trabalho”.

A necessidade é que faz com que se revelem os novos comandantes! Muitos estão ocultos, tímidos, esperando que sejam necessários para demostrar seu valor. Mas enquanto houver os que “sempre estão lá”, esta luz de emergência não se acende.


Kazagrande

RECEBA POR EMAIL

Inscreva seu e-mail e receba todas as publicações do EXÍLIO DO JAGUAR !!!

© 2013 O Exílio do Jaguar. All rights reserved.
Designed by SpicyTricks