ÚLTIMOS TEXTOS

sábado, 30 de abril de 2011

Pai João e o Primeiro de Maio de 2011

sábado, 30 de abril de 2011 - 5 Comments


Adjunto - Como vai ser esse Primeiro de Maio com a doutrina dividida em Osoec e Cgta, Beto e Raul, fragmentada por tanta discórdia. A onde está Jesus nesse povo?

Pai João – Filho, se perguntássemos a Pedro, quando e onde nasceu Jesus, ele nos responderia: "Naquela noite escura em Belém, quando eu "O" neguei por três vezes e ELE  vindo a mim disse: (Pedro tua és pedra, e sobre os teus ombros edificarei a minha Igreja".

E Pai João continuou - Se perguntássemos a Neiva quando e onde nasceu Jesus, ela nos responderia: "Na serra do ouro, quando Jesus me entregou ao Pai Seta Branca, e eu recebi dele, a missão de trazer na terra o Doutrinador".

E com você filho, quando e onde nasceu Jesus?
 
Se ainda não aconteceu, vá ao Primeiro de Maio, com ou sem Beto e Raul, vá e deixe que Koatay 108 lhe cure das dores que sois portador.


Obs.: Chorei muito ao receber esta passagem por email, e me arrependi muito de ter deixado para comprar a passagem para a última hora.   -  Kazagrande

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Última Chance

quinta-feira, 28 de abril de 2011 - 3 Comments


Infelizmente nosso conhecimento acerca do espiritismo ou espiritualismo, muitas vezes nos leva a descartar o termo “última chance”.

Conhecedores que somos das leis que nos regem, sabemos que sempre existe uma nova oportunidade e enredados pelos sentimentos da personalidade, obscurecemos nossa passagem por este plano ao pensar “da próxima vez quem sabe...”.

Salve Deus!

Existe sim a “última chance”, pois a cada vez que recalcitramos  em sentimentos que não condizem com nosso nível de esclarecimento, podemos estar desperdiçando uma “última oportunidade” de resgate na lei do amor, restando, para a próxima passagem, somente “através da dor” para restabelecer o equilíbrio e harmonia.

Não podemos ver o quê se passa espiritualmente, mas podemos ter a clara noção de que este Primeiro de Maio pode ser uma “última chance”...

Uma última chance de ver novamente unidos no Radar da Estrela, os quatro irmãos, os nossos Adjuntos de Raiz, os nossos Comandantes preparados diretamente pela Clarividente...

A idade física avança e o corpo naturalmente entra em declínio. Não sabemos o momento reservado para a passagem, e, a qualquer momento, a última chance pode ter sido desperdiçada.


Compreendo que muitos já cansaram de ler estas mensagens dos últimos dias, mas vejo também que muitos vieram a somar a corrente de apelo à união de nossa Doutrina.

Temos ainda mais dois dias... Vibrando, orando e pedindo por nossos líderes maiores.

Acima de tudo, teremos a certeza de fazermos a nossa parte! Saberemos que, mesmo que o objetivo final não seja atingido, centenas, talvez milhares de corações sejam tocados e passem a ter em mente que somos todos irmãos! Não importa o Templo, as classificações, as siglas! Fomos reunidos sob a égide do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo e sob Seu Manto Sagrado caminhamos na Escola do Caminho.

Em uma só missão, com único Pai Seta Branca a nos reger.

Amor, Humildade e Tolerância! Perdão, Paz e Fraternidade!

Kazagrande

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Evoluídos?

quarta-feira, 27 de abril de 2011 - 0 Comments


É quase inútil empenhar-se na vida espiritual enquanto não se compreendeu até que ponto a natureza inferior do homem é resistente e quanto o trabalho a empreender sobre ela exige vigilância, perseverança, humildade, abnegação. Muitas pessoas crêem que vão transformar-se rapidamente pelo fato de terem encontrado um ensinamento espiritual.

Mas não, o domínio da vida mental e psíquica é muito mais difícil do que elas imaginam!

Existe realmente em cada ser humano a capacidade de renovação, de regeneração, de divinização, mas é um processo lento, e o que cada um consegue realizar nesta encarnação depende do trabalho já começado nas encarnações anteriores.

Para aqueles que não têm consciência das dificuldades que, inevitavelmente, se encontra na vida espiritual, é impossível progredir; então, eles sofrerão e farão sofrer os outros.

Empenhar-se na vida espiritual exige que, à partida, se esteja muito lúcido acerca de si mesmo.

Omraam

terça-feira, 26 de abril de 2011

108 MOTIVOS PARA O PERDÃO – 1º de Maio

terça-feira, 26 de abril de 2011 - 1 Comment


Após muitos movimentos em volta do Rei Sol, novos tempos se configuraram para os que vieram em busca de suas heranças transcendentais. E destas voltas, 36 delas estão para a multiplicação do perdão em pelo menos 3 vezes, respeitando sempre os três reinos de nossa natureza; respeitando sempre o Pai, o Filho e o Espírito Santo; visualizando os três Reis Magos que festejaram a chegada de Jesus menino. E um dia, através do merecimento da boa-vontade para com o próximo, desbloqueando os 108 mantras de forças.

Entramos em escuras florestas a enfrentar demônios, estes as próprias criações desvirtuadas da incompreensão e da intolerância. A espada brilhou com sua luz prateada em vozes que clamaram a vitória. Foi-nos concedida a força de Rama, e a sua princesa, o amor, pode ser salvo todos os dias, fazendo-se assim raiar a lança em róseas cores.

Luzes foram acesas na imensidão do Universo, e Koatay 108 glorificou a sua missão ao ver filhos esclarecidos, seu sonho maior, em sua simplicidade de objetivos, apenas no cuidar de uma grande mãe.

Pensem naqueles que choram em suas próprias tristezas por não ver os raios do Sol. E quando recebem as rosas de suas mãos, podem chorar na alegria de um novo caminho. Onde estariam vocês se não pudessem remover os espinhos destas oferendas?

Viemos dos fenômenos físicos e das conjunções etéricas. Saberão que nada foi em vão, pois estaremos demonstrando as forças que se ergueram nestas mais de cinco décadas terrenas de labor. Dos olhos da Mãe Clarividente, muitas vezes fomos as próprias lágrimas que alimentaram a lagoa das Princesas.

Não foi prometida a facilidade na prática da fraternidade, pois viestes de lutas e batalhas, onde o fio da espada derramou muitas vidas em curso, e tantas vezes se reencontrando em famílias de mesma origem, tantas outras vezes recebendo o chamamento para o uso incondicional do perdão.

Se há dúvida sobre o retorno encarnatório em busca de se aprender a perdoar, perscrutem em vossas consciências o conselho de Koatay 108 e saberás o que é dito, verdadeiramente, através de vossos corações.

Se não for possível sublimar o mal (individualismo) por nós mesmos, busquemos dignificar a quem controlou tantas vezes a própria personalidade para não ferir ninguém, mesmos aos que se achavam grandes. Busquemos honrar e respeitar a quem fez este 1º de maio ter algum sentido missionário para muitos velhos Espartanos. Façamos a oferta, à Mãe, à Tia, à Irmã e guerreira da Paz, do perdão a qualquer ato próprio e principalmente àqueles que achamos que erraram conosco, em prol do próprio renascimento com as forças que serão despertadas das águas. Trago o Evangelho em uma das mãos e o meu Povo das Águas, que garanto, estarão a vibrar e irradiar em cores vivas e perceptíveis neste dia quando todos os irmãos estiverem na mesma sintonia da paz.

Comandantes...  receberam novas oportunidades da auto-realização espiritual, e o que seria deste dia sem vossas capacidades despertadas pelos vossos Centros Coronários, energizados pela luz da beleza da compreensão e da certeza do Caminho Crístico?

Sejamos como crianças, perdoando situações que possam ter provocado sofrimento físico ou moral, pois seus agentes estiveram a provar a nossa capacidade de entrega das dores ao Pai. Agiremos na alegria da fé dos justos e o medo não fará parte de nossas consciências em nenhum momento da vida eterna.

Sejamos merecedores da mesma confiança construída na Origem desta missão. O portal se abre mais uma vez neste dia de consagração, e estejam certos que o que estava velado ser-vos-á concedido, na medida em que as individualidades estiveram acima das emoções negativas. Ninguém sobrevive pela própria noção do certo, é preciso pelo menos tentar amar ao próximo como a si mesmo, assim Deus Pai Todo Poderoso estará realmente mais próximo daquele que buscou a fidelidade na humildade e na tolerância, e a verdade poderá ser conhecida.

Podemos até ser portadores de 108 defeitos, mas temos assim 108 oportunidades de vitória.

Anderson Augusto - Mestre Lua

domingo, 24 de abril de 2011

A HISTÓRIA DE DOIS JAGUARES

domingo, 24 de abril de 2011 - 3 Comments


Um belo poema do Mestre Orsi, que mais uma vez nos recorda o quanto ainda podemos vibrar com nossos “irmãos mais velhos da Doutrina”! Salve Deus!
Kazagrande

O clangor do aço
O cenário de uma batalha
Guerreiros e seus pedaços
No céu pesada mortalha

Dois líderes rivais comandam
Respeito mútuo e sede de vitória
Valentes ao combate se lançam
O desencarne interrompe essa história

Ambos chegam ao Plano Superior
Se dão conta do grande fracasso
Onde deviam semear o amor
Houve o ódio, a guerra e o cansaço 

Recebem nova oportunidade
No ventre materno a união
Serão restauradores da verdade
Comprometidos em grandiosa missão

A nova jornada começa
E o começo da cobrança
O velho carma se apressa
Em trazer a sua herança

Explode a antiga rivalidade
Entre os dois irmãos reencarnados
Cai o muro de civilidade
Faz-se de novo o confronto armado

Mas a passagem aqui na Terra
Tem uma data de validade
E não tem jeito, quando o tempo encerra
Todos teremos que encarar a verdade

Meus irmãos e mestres decidam o quanto antes
O importante não é estar certo e sim ser humilde e tolerante
Para que muito breve, encarando a Divindade
Possa dizer com um sorriso: Mãe, eu fiz a tua vontade!!!

Mestre Orsi - Doutrinador

sábado, 23 de abril de 2011

Lembranças do Trino Araken

sábado, 23 de abril de 2011 - 1 Comment


Texto do Adjunto Hitupan, Mestre Hugo Sobreira – Crato – CE  

   Estava ouvindo umas gravações com o saudoso Trino Arakém. Sua voz grave, tom sisudo, compenetrado e comprometido. Lembrei-me de uma passagem inesquecível porque inspirada pelo amor.  

Estávamos no Templo Mãe, tudo lindo para nós, maravilhoso! Nossa casa! Nossa Mãe viveu ali! Éramos todos muito “eletrizados” com tudo, até o simples fato de tomar um cafezinho com pão de queijo nos fazia lembrar dela: “será que ela também tomou um café aqui?”, “quantas vezes ela esteve sentada aqui?”... vibrávamos!

Viajávamos cerca de três vezes por ano, cerca de mil e tantos quilômetros, geralmente mais de 30 horas de viagem... mas quem pensava em cansaço? Escalada, irmãos! Escalada! Passávamos a semana na realização dos trabalhos da Estrela Candente, de domingo a domingo: escalada! Alegres, realizados, felizes!

Salvo engano, foi no ano de 2001, na semana que acontecia a Consagração de Adjuntos. Ouvimos então aquilo que era uma grande novidade para nós: o Trino Arakém, 1º. Mestre Jaguar, realizaria uma palestra no Solar dos Médiuns. Convocava a todos que pudessem comparecer. Eu e outro irmão doutrinador, na época meu cunhado, após o ritual de entrega de energias, mal engolimos qualquer lanche e partimos para o local anunciado. Havia poucas pessoas ainda. Como não sabíamos onde nos colocar, ficamos logo atrás do radar da Estrela, de onde nosso grande e admirado Mestre Jaguar falaria. Achando tudo bem, ficamos ali aguardando. Mal fazia um mês do triste atentado nos Estados Unidos. A expectativa era grande.

Comecei a estranhar a partir do momento que no Solar iam chegando nossos outros irmãos jaguares. Ao nosso lado, no setor em que estávamos, apenas se acomodavam adjuntos arcanos, reconheci Mestre Lacerda, Mestre Caldeira, Mestre Barros, Mestre Fróes, Mestre Mário Kyoshi... Senti-me desconfortável e comentei com meu irmão ao lado: será que estamos aqui de “enxeridos”? Ele sorriu e deu de ombros: se não vierem pedir para sairmos, vamos ficar... Eu disse: mas é certo? Ele: somos todos filhos do mesmo Pai... Fiquei meio encabulado, mas como ele era mais velho que eu na doutrina, acatei.

O Mestre Jaguar chegou, fez sua emissão, seu canto e começou sua palestra. Em pouco tempo, senti-me noutro cenário. Tinha a visão do Solar à minha frente, repleto de mestres e ninfas, toda tribo reunida, toda tropa! Mas agora, na Lei do Auxílio! Falava então o velho general de outras eras, guiando a multidão de guerreiros, não mais para o abismo, não mais irmãos contra irmãos, mas nos destinos de uma Nova Era, cuja bússola só poderia ser o Evangelho Vivo de Jesus! “Conduta, jaguares... Chega de brincar, já passou o tempo de brincar de doutrinador, já passou o tempo de brincar de apará... As forças já se movimentam... São forças terríveis... Sempre alerta, jaguares...” Essencialmente, é o que me recordo, nitidamente, como se o ouvisse agora. Falava ainda dos temidos Cavaleiros do Apocalipse. Via-me no Peloponeso, via-me em Brasília, era um misto de emoções, sensações... Mas uma coisa tinha certeza: ali estava meu general de outros tempos, um líder nato! E tudo era verdade. A transição havia começado. Realizou uma Contagem e partimos.

Quando voltávamos para a casa querida que nos hospedava a todo nosso povo, vínhamos calados, pensando como descrever o que vivêramos ali. Olhei de repente para ele e soltei essa: “tu já usou aqueles xampus anti-caspa?” Meu irmão riu muito e disse: “exatamente! Eu tava procurando como descrever o que tô sentindo! O couro cabeludo parece nossa boca quando usamos bala de menta!” Eu confirmei maravilhado! Ele disse: verdadeira manipulação de energias desobsessivas! Sorri e disse: não era para menos, né! Sorrimos realizados. Poucas vezes senti-me tão completamente senhor do meu eu. Sabia exatamente o que eu era: o doutrinador, pelo amor de Koatay 108 e meu Pai Seta Branca, em Cristo Jesus, Graças a Deus! E não estava sozinho: todos éramos um!

Adjunto Hitupan – Mestre Hugo Sobreira – Crato – Ceará

Do Mestre Lua para o Doutrinador


Anderson Augusto - Mestre Lua    

  Vós que recebestes uma personalidade, a qual sabia ser o seu maior desafio, e por isto Cristo Jesus deu-te uma espada, a ser apontada para o próprio peito.

Caminhastes por conquistas e vales de sangue, e hoje podeis caminhar pelo Vale do Sol.

Encarregastes de vencer a vida pela força, e hoje podeis ser a própria vida em luz.

Não te humilhastes quando cedes muito de ti, pois de todos já recebes um pedaço que deixastes.

Ainda que sintas a necessidade de conquistas, estas virão pela tua paz.

Os sofredores por tuas mãos se consolam e por teus sentimentos se levantam.

As monções chegam e dispersam-se, e tu ainda caminhas em passos firmes.

Não há cisão na Nova Terra, pois os fractais que somos seremos o elo.

Na junção, tuas mais leves e concentradas forças, com capacidade de agregar o incompreensível.

Não há tempo sobre o tempo, pois os teus deslizes foram tua própria e necessária escola.

A luz de Cristo em tua mente, vestes a mansidão e ela te conduzirá ao Reino.

Irmão de todos os necessitados és o farol construído por Koatay 108.

Mais do que um filho tornou-se um igual em alegria, compaixão e na própria semelhança de energias.

Erguei-vos acima de qualquer diferença, pois elas só encontram-se na forma.

Teu verdadeiro destaque encontra-se na mão que não enxerga a caridade que a outra faz, pois são da mesma fonte do teu carisma.

A tua verdadeira vitória está na própria renúncia da imposição de certezas incertas.

Pois Deus apanha os sábios em sua própria astúcia (1 Cor 3:19).

E a tua simplicidade de sentimentos te conduzirá aos mundos encantados.

Mesmo na firmeza do teu comando, seu coração não necessita vibrar em julgamentos estéreis que só conduzem ao afastamento do Pai.

Olhai teus irmãos com os mesmos olhos que te espelham e não tropeçarás nos mais altos degraus, pois a afiada escada não deslocar-se-á por egoísmo.

Sejais como o próprio Lótus-do-Egito, que surge nas desventuras de um terreno lodoso.

Não há mais nada em que aventurar-se além da própria presença na Lei do Auxílio.

Presença que muitos queriam executar, mas que só pelo merecimento os escolhidos o bem podem construir.

E o chamado continua... Sejais verdadeiramente como o Mestre.

Salve Deus!
Anderson Augusto - Mestre Lua

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Gilberto, Carmem Lúcia, Raul e Vera Lúcia

quinta-feira, 21 de abril de 2011 - 9 Comments


Creio o “bem” mais difícil de compartilhar na vida seja a própria mãe!

Escolhemos, ainda nos Planos Espirituais, aquele ser que irá nos acolher em seu ventre e participar de nossa formação desde os primeiros passos nesta nova jornada encarnatória.

Nos receberá em seu seio, acalentará nossas dores e, sem saber conscientemente o espírito que acolhe, nos amará incondicionalmente. Suportando nossos defeitos e dia a dia se empenhando em nos tornar um ser melhor.

A simples chegada de um irmão mais novo, recebido no mesmo ventre, já é motivo para ciúmes e demonstrações de carência.

Escrevo isso, porque apesar dos defeitos, dos erros, das incompreensões, temos que nos render a estes que compartilharam a própria mãe não apenas com seus irmãos consangüíneos, compartilharam com todo um povo!

Os filhos e filhas de Tia Neiva, que conseguiram suportar ter que dividir a própria mãe com centenas, milhares, de outros irmãos que chegaram depois cheios de dúvidas, carências e conflitos e foram acolhidos sob a luz de seus ensinamentos.

Quantos momentos de acalanto materno foram deixados de lado em favor de algum outro que chegava sofrido, precisando de uma palavra, de um conselho, de um olhar...

Quantas vezes, precisando eles mesmos, suprirem suas carências, apaziguar suas dúvidas, espontaneamente se afastaram ao ver outro, mais sofrido, que pedia o carinho que por direito deveria ser exclusivo deles?

Nenhum dos quatro se rebelou... Nenhum externou sua necessidade materna de forma negativa, provocando situações para chamar a atenção e trazer “a mãe de volta”.

Acompanharam o desenvolvimento de toda uma missão que seus espíritos sentiam ser uma das mais importantes do mundo!

Abriram mão dos seus estudos, deixaram de lado o conforto e compartilharam o pouco que tinham, esforçando-se em terras inóspitas, como na Serra do Ouro e no início do atual Vale do amanhecer.

Rendo aqui minha homenagem a Gilberto, Carmem Lúcia, Raul e Verinha! Por terem participado com sobriedade e respeito de todos os passos da missão de sua mãe. Permitindo que ela fosse a Mãe de todos nós!

Obrigado! Por favor, nunca se esqueçam daquela que os recebeu no ventre como irmãos de sangue e busquem a todo custo, acima de qualquer diferença, de qualquer discordância, acima de qualquer influência, unirem-se neste dia que celebra tudo pelo qual ela abriu mão: O Doutrinador!

Primeiro de maio de 2011! Que este dia possa ser celebrado em conjunto, como ela, vossa mãe, nossa mãe, indubitavelmente, estará pedindo a cada dia que se aproxima da Consagração.

Kazagrande

terça-feira, 19 de abril de 2011

Primeiro de Maio de 2011

terça-feira, 19 de abril de 2011 - 12 Comments


Após dois dias de viagem, partindo aqui da Bolívia, cheguei na madrugada do dia primeiro de maio a Brasília. Meu “padrinho de coração” me esperava para conduzir-me ao Vale do Amanhecer.

Chegamos ao Vale as 4h30 da madrugada, deixamos o carro próximo ao Templo e seguimos a pé, misturados a multidão, rumo a Estrela Candente.

No caminho podia sentir a vibração e ansiedade estampada nas faces dos que caminhavam ainda tentando separar a personalidade e mergulhar na individualidade.

Passei lentamente em frente à casa de Tia Lúcia, sentindo o perfume que exala das árvores daquela rua e que tantas belas recordações me desperta. O som dos mantras, emitidos pelas Falanges Missionárias auxiliava a conter as lágrimas que marejavam os olhos repletos de felicidade.

Posicionei-me na fila magnética esperando pacientemente a entrada na Estrela, sem pensar em mais nada que pudesse me distanciar da energia mágica e envolvente daquele Ritual, que aguardava os primeiros raios do sol.

Os Devas empenhados em revisar todos os pontos para a perfeita realização, andavam de um lado a outro aguardando a chegada das lideranças.

Por um instante que pareceu durar longos minutos, observei a chegada dos irmãos Gilberto e Raul. Semblantes alegres, consciências tranqüilas... Chegaram ao Radar e aguardaram a chegada da sempre tímida presença do Trino Sumanã. Ao chegar ao Radar, um instante de tensão: os três olharam-se calados por novos intermináveis segundos e por fim se cumprimentaram, primeiro com as mãos e depois, não resistindo a energia do momento, ao amor da Mãe que projetava sua imensa felicidade no Plano Astral, se abraçaram...

Quebrando o Ritual, o povo que atentamente observava começou a aplaudir. Um aplauso que parecia interminável! Uma energia desprendida pelas mãos e pelas lágrimas de comoção! Daquele instante em diante não havia mais Trinos, Arcanos, Emplacados... Todos eram filhos de Tia Neiva e sua presença podia ser sentida em um arrepio que percorria o corpo e fazia o plexo pulsar.

As desavenças, os mal entendidos, os conspiradores, tudo estava esquecido! Encerrado em uma poderosa e inquebrantável corrente magnética!

Nunca, deste a passagem de Tia Neiva, o Vale do Amanhecer teve um Ritual tão marcante. Um Primeiro de Maio onde prevaleceu a missão de Tia: O Doutrinador!

Após o Ritual, todos que tinham possibilidade, seguiram para Osfaya, e novamente juntos, os três, inauguraram uma nova Estrela.

Sonho de um exilado? Por enquanto é! Mas porque não poderia ser verdade? Porque não poderíamos materializar a união que todos intimamente sonhamos? Se Reili e Dubale se abraçaram sob o olhar de Jesus de Nazaré, e levaram este olhar a Galba e Tanoro, por que não crer que Tia Neiva levaria, com seu imenso amor, com seu olhar de mãe, a Gilberto e Raul seus filhos, se abraçarem na presença de toda “sua tropa”. Salve Deus!

Kazagrande

domingo, 17 de abril de 2011

Primeiro de Maio - Tia Neiva a Mãe do Doutrinador

domingo, 17 de abril de 2011 - 24 Comments


Como podem perceber em todos os textos do “Exílio do Jaguar”, eu jamais tomei qualquer “partido”, e assim deve ser, pois acredito que Pai Seta Branca é o mesmo em todos os Templos e não existe OSOEC ou CGTA nos planos espirituais que trouxeram a Doutrina para o plano físico.

Porém hoje, com a aproximação do Primeiro de Maio, data em que se celebra a principal missão de Tia Neiva, o Doutrinador, sinto a necessidade de escrever para meus tios.

Sim, meus tios, assim os aprendi a chamar, amar e respeitar. Não escrevo para o Trino Ajarã ou para o Trino Ypoarã, não me considero a altura para chegar a tanto. Porém, sei que posso escrever para o Tio Beto e para o Tio Raul.

O Primeiro de Maio não é apenas um Ritual, é a celebração máxima da missão de Tia Neiva, Mãe do Doutrinador.

Vamos esquecer as mágoas, CGTA, OSOEC, diferenças de interpretação, venenos cuidadosamente destilados e direcionados, e nos unir sem pensar em posições ou até mesmo em classificações, vamos pensar apenas em ser O DOUTRINADOR!

Por favor, não considerem um sonho utópico este pedido! É a expressão sincera do Doutrinador, que não tem classificações, cargos ou honrarias, possui apenas a missão trazida por Tia Neiva: doutrinar e emanar!

Sei que é o que verdadeiramente os dois desejam, convivi nesta família o suficiente para ter a certeza que o amor fraterno existe entre vocês e que somente pelas nefastas influencias é que se afastam. As más línguas, os repassadores de fuxicos e os caluniadores, ainda sofrendo pelas suas próprias mágoas, é que semeiam uma desunião que não existe no coração de vocês.

Sou testemunha do profundo respeito e amor do Tio Raul por seu irmão Beto, um exemplo de irmão mais velho que ajudou a sustentar a família nos momentos mais difíceis.

Sei também o quanto faz falta ter o irmão mais novo ao lado, dando um sentimento de unificação familiar que tantas vezes o Tio Beto pregou em suas reuniões.

Não é momento de procurar culpados ou de caçar bruxas, é hora apenas de ser o Doutrinador! De ser irmãos e se abraçarem acima de qualquer disputa física e deixar que os laços que os uniu sob o mesmo manto familiar fale mais alto e os conduza de braços dados para o Radar da Estrela Candente frente a todo este povo que quer apenas celebrar o momento máximo de nossa Doutrina.

Não importa o encontro com “os que se dizem nossos inimigos”, nem que seja neste mesmo Radar. A vibração de todo o povo ao vê-los juntos apagará qualquer sentimento inferior que queira estar presente.

Se depois de tudo, depois que passar o Primeiro de Maio, ainda existirem mágoas nos corações, que tudo siga como estava, mas pela Mãe que os reuniu como irmãos, se unam também nesta Consagração e recebam a vibração de amor de todo este povo de Seta Branca que irá ter mais um exemplo a ser guardado e despertará distribuindo vibrações positivas para todos os templos, para todos médiuns e principalmente para vocês.

Perdoem-me tamanha ousadia de minha parte, mas reitero que me dirijo aos meus tios, não aos Trinos.

Um fraterno abraço, um abraço de filho a estes dois homens, a estes dois irmãos, de todos que vibram em favor da união! Esqueçam os outros, deixe que eles estejam presentes e vejam que vocês podem dar, mais uma vez, este exemplo maior!

Kazagrande
Filho Adotivo de Koatay 108

Desencarnes em Massa


Desencarne coletivos que acontecem por meio de acidentes, fenômenos da natureza e outros tipos de desastres, vitimando um grande grupo de pessoas... Cada vez mais temos presenciado este tipo de situação!

Temos que compreender que nosso planeta está ingressando em uma nova tônica evolutiva e uma aceleração natural dos carmas, de grupos de espíritos comprometidos com um mesmo débito ou mesmo com reajustes semelhantes, provenientes de suas outras passagens pela Terra, se prepara em conjunto, antes de reencarnar, para a redenção de suas dívidas nestes desencarnes em massa.

Todos os desencarnes, exceto os assassinatos e suicídios, são preparados pelos Mentores, de modo que podemos estar certos que existe uma previsão para estas “calamidades” e o auxilio e recepção destes espíritos é programado com antecedência.

Coloquei o “calamidades” entre aspas, porque na verdade é uma grande oportunidade! Realiza-se em menos tempo um reajuste que poderia perdurar por séculos. Sem contar o sentimento de solidariedade que é despertado nos que ficam, semeando o auxílio desinteressado às vítimas sobreviventes, comovendo e por vezes até levando o homem a voltar-se para Deus.

“As grandes provas são quase sempre um indício de um fim de sofrimento e de aperfeiçoamento do Espírito, desde que sejam aceitas por amor a Deus”.  O Evangelho Segundo o Espiritismo

Nos Evangelhos encontramos várias citações a respeito dos sinais que são o prenúncio de uma Nova Era, da transformação no estado moral do Planeta, caracterizada pelo anúncio de calamidades diversas que atingirão a humanidade e dizimarão grande número de pessoas, para que, na seqüência, ocorra o reinado do bem, e sejam instituídas a paz e a fraternidade universal, confirmando a predição de que após os dias de aflição virão os dias de alegria.
Noa trata-se do “fim do mundo”, mas o fim deste mundo que conhecemos, em que o mal aparentemente se sobrepõem ao bem.

Não há transformação sem crise, e as calamidades agitam a humanidade, despertando-a para a solidariedade, a fraternidade, o bem, de forma a acelerar esse processo de modificação da disposição moral.

Olhando sob o ponto de vista espiritual, são removidas as pesadas cargas psíquicas existentes na atmosfera.

O quê devemos fazer?

Como Jaguares, nossos dever é formar uma poderosa corrente de acolhimento energético, enviando energias e partipando ativamente no resgate destes espíritos através de nossos trabalhos. Desse modo, estaremos utilizando nossos problemas como ferramenta evolutiva e não nos perdendo em murmurações, mas utilizando nosso livre-arbítrio como patrimônio.

O progresso de todos os seres da criação é o objetivo de tudo que acontece.

“A função da dor é ampliar horizontes para realmente vislumbrarmos os concretos caminhos amorosos do equilíbrio”.

Kazagrande

quinta-feira, 7 de abril de 2011

A MARCA DA IDOLATRIA III: ARMADILHAS DO EGO

quinta-feira, 7 de abril de 2011 - 0 Comments


Anderson Augusto - Mestre Lua  

   Normalmente, acreditamos que o ego seja uma figura existente somente quando buscamos o elogio ou a fama diante dos vários acontecimentos da vida. Porém, este instrumento, concedido por Deus também o é a mesma série de entendimentos, percepções e memória de que dispõe nossa mente; um verdadeiro complexo de verdades individuais, o qual servirá de ferramenta para limpeza do espírito.

São muitas armadilhas que esta “configuração” provisória tentará criar, no intuito de firmar-se como a verdade, que em sua relatividade, deixa ou encobre o absoluto, o incogniscível, que somente será sentido através do amor universal e incondicional.

Uma das grandes armadilhas do ego, é quando quer nos fazer acreditar que já chegamos “lá”, que somos humildes, bons e perfeitos. Esta é uma proposta justamente que provará a verdadeira humildade, que encontra-se mais no sentimento do que nas palavras ou ações, que por vezes podem estar recheadas de intenções individualistas, de própria afirmação deste personagem.

A caridade quando praticada com a intenção de elevar-se, de receber algo em troca, acaba por ser a caridade por si próprio, pois faltou-lhe a emanação da doação sentimental, o trigo do espírito. Muito se fala da corrupção na política, daqueles que trocam a bem-feitoria de obras públicas por recursos que utilizarão somente em benefício próprio; porém pouco se fala quando buscamos, invariavelmente, o mesmo único bem próprio em outras ocasiões, sem a preocupação do que estamos oferecendo. Assim são os desígnios cármicos, concedendo governantes de acordo com o padrão de seu povo, para que orientem e meditem onde se encontram suas reais intenções.

Quando escutamos de nossa própria mente que somos “bonzinhos” e andamos perfeitos nas Leis é bom que possamos observar nosso padrão vibratório quando somos contrariados. O personagem sempre busca alinhar-se àqueles que lhe dão razão, mas para o espírito, muitos amigos verdadeiros são o que lhe trazem as provas, que dificilmente atenderão os desejos ou projetos deste ator.

Outra grande armadilha do ego é quando procura sempre culpar alguém por uma questão que não atendeu sua expectativa. Esta é uma situação quase automática na vivência terrena, e apenas nos cabe acreditar ou não neste raciocínio, onde a partir daí escolheremos mais um vez o sentimento que usaremos, que vibraremos. Este é o verdadeiro livre-arbítrio.

Para vencer a condicionalidade do ego é preciso sempre buscar o perdão, pois enquanto crianças espirituais formos, precisaremos perdoar, e quando merecedores da iluminação verdadeira, nem a mágoa ou a ofensa serão visíveis no amplo funcionamento de nossas consciências, pois esses sentimentos são unicamente produzidos no egoísmo interno, ainda mais por acreditarmos que a limitada forma física seja a realidade primeira de um Todo sem começo ou fim.

Nossos personagens ainda tentarão colocarem-se na posição de ídolos, como já acontecera em outras épocas distantes, trazendo mais uma vez o desafio ao Ser, na prova de sua qualidade de sentir-se completo ou como fragmento da própria incompreensão.

Aquele que anda firme no amor não busca divulgar-se como grandioso, pois todo filho do Pai está em sua mesma essência de importância. Ele não mais precisará ser provado em sua humildade, e sem valorizar sua forma transitória, receberá sim, pelo merecimento de seu coração fraterno, o brilho que o conduzirá pela bem-aventurança da felicidade eterna.

Ninguém jamais poderá contaminar-se por mim, porque em Cristo Jesus, buscarei não me contaminar com vibrações de ódio, vingança ou inveja, e quando falhar, saberei que Deus conceder-me-á outra oportunidade, pois somente Ele conduz a verdadeira perfeição.

Salve Deus!
Anderson Augusto - Mestre Lua

terça-feira, 5 de abril de 2011

Seu Povo

terça-feira, 5 de abril de 2011 - 3 Comments


Muitos dos nós procuram a “história do seu Povo” (aquele que recebemos ao Consagrar Centúria) e, encontrando os “sabetudo”, acabam por vezes saindo com fantasias a respeito deste tema.

Meus irmãos, muito pouco ou quase nada se falou sobre o "Povo", e Tia Neiva nada deixou sobre qualquer povo especificamente! Qualquer coisa que tenha visto sobre algum "povo", que recebemos na Centúria, tenha certeza que é a mais pura invenção.

A única referência que temos é que o "Povo" é a sua linhagem espiritual. Representa todos seus Mentores e Consagrações. Somente isso!!!

Desta forma, quando invocar, ou mentalizar, o seu povo (Aruçay, por exemplo), estará vibrando em todos os mentores que lhe assistem, sem invocar a cada um individualmente. Além disso, nada foi deixado.

Existem diversos pontos em nossa Doutrina que não foram "avinhados" (esse era o termo que Tia usava), ou seja, não foram colocados em prática verdadeira. Porém a orientação sobre invocar o Povo, trazendo assim toda sua origem espiritual, isso foi dito, mas também não foi escrito.

Sem mistérios e fantasias!

Kazagrande

sábado, 2 de abril de 2011

Meu povo de Além-mar

sábado, 2 de abril de 2011 - 3 Comments


   Meus Irmãos e irmãs de Portugal!   
   Salve Deus!   

Este fraterno laço que nos une, e que a cada dia se torna mais forte e produtivo, me impele, neste dia tão especial, a escrever a todos vocês.

Desde o início da jornada no Exílio do Jaguar, recebo todos os dias algum email de vocês. Sempre apoiando e principalmente buscando o conhecimento de nossa maravilhosa Doutrina de Amor.

De longe fisicamente, mas sentido-me muito próximo espiritualmente, acompanho a jornada de vocês também. Reparo que em suas dúvidas sempre reside a intenção maior de servir, e de servir bem! Com propriedade no que fazem e se dedicam com tanto amor e desprendimento.

Claro que todos os Templos têm seus problemas e vocês não seriam exceção. No Vale do Amanhecer encontramos espíritos que já trilharam juntos outros caminhos e nem sempre foram amigos ou estiveram unidos pela égide do Evangelho de Nossos Senhor Jesus Cristo. Sendo mais claro, no Vale não vamos encontrar só os “bonzinhos”... Muito pelo contrário! Encontramos principalmente  aqueles desafetos de outras passagens, e temos a feliz oportunidade de perdoar e pedir perdão, aprendendo a conviver pelo ideal que nos une: A Cura Desobsessiva. Salve Deus!

Hoje é um dia de festa na Espiritualidade! Uma nova estrela brilha no céu! Um novo Pronto Socorro de Pai Seta Branca inicia seus atendimentos em prol de milhares de espíritos que já estão sendo preparados para este reencontro e oportunidade de reajuste e re-encaminhamento.

A missão que temos é difícil, e gratificante! Não devemos esperar nenhum benefício material, ou a melhoria de nossas vidas por conta de assumir esta missão, pois nossa recompensa não está neste plano físico.

Seus karmas serão acelerados e as dificuldades virão com mais vigor e mais intensamente. Isso irá acontecer para que possam estar mais rapidamente preparados para atender com todas as suas forças a estes que há muito tempo lhe estão destinados.

Passado este momento de justo pagamento de seus débitos, de seus reajustes e reequilíbrios energéticos, verão que tudo fluirá com naturalidade. O aumento do corpo mediúnico ocorrerá de acordo com a necessidade dos pacientes que atraírem. E estes serão atraídos pelo magnetismo gerado por suas condutas. Sem convites, sem proselitismo, apenas pela Lei Natural que leva nossos irmãos desesperados em busca da Luz.

Não se preocupem em crescer rapidamente! Tenham paciência, que naturalmente atrairão o que lhes compete.

Meus irmãos e irmãs, valente povo de além-mar que tanto admiro e peço ao Pai a oportunidade de um dia ainda estar presente entre vocês fisicamente! Olhem a jornada de suas vidas e encontrarão as respostas para o seu futuro. Semeiem hoje o perdão de tudo que já possam ter passado e construam um novo futuro a partir de agora. Abandonem as mágoas, o rancor e abram seus corações junto com as portas deste novo Templo!!! Recebam a todos considerando somente a máxima: Estou aqui para servir! Ao adentrar por esta Divina porta, abandonei minha personalidade e agora quem está aqui é apenas o médium, disposto a servir e amar! Amar ao belo e ao feio; amar ao companheiro e ao inimigo; ao que chamam de Anjo e ao que chamam de Demônio, porém sabendo sempre distinguir as duas forças!

Agradeço de coração a lembrança do convite enviado pelos Mestres José Cruz e Cristiano Patrício, Adjuntos Eganor e Abazo, que diariamente participam de minha pequena jornada no exílio.

Estarei em sintonia! Pedindo por vocês, e que lembrem deste pequeno Jaguar Exilado, que os ama com toda gratidão que possa ser emanada nesta pequena carta!

Um fraterno abraço,
Seu irmão, Kazagrande

RECEBA POR EMAIL

Inscreva seu e-mail e receba todas as publicações do EXÍLIO DO JAGUAR !!!

© 2013 O Exílio do Jaguar. All rights reserved.
Designed by SpicyTricks