Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

Pai João e o Primeiro de Maio de 2011

Adjunto - Como vai ser esse Primeiro de Maio com a doutrina dividida em Osoec e Cgta, Beto e Raul, fragmentada por tanta discórdia. A onde está Jesus nesse povo?
Pai João – Filho, se perguntássemos a Pedro, quando e onde nasceu Jesus, ele nos responderia: "Naquela noite escura em Belém, quando eu "O" neguei por três vezes e ELE  vindo a mim disse: (Pedro tua és pedra, e sobre os teus ombros edificarei a minha Igreja".
E Pai João continuou - Se perguntássemos a Neiva quando e onde nasceu Jesus, ela nos responderia: "Na serra do ouro, quando Jesus me entregou ao Pai Seta Branca, e eu recebi dele, a missão de trazer na terra o Doutrinador".
E com você filho, quando e onde nasceu Jesus? Se ainda não aconteceu, vá ao Primeiro de Maio, com ou sem Beto e Raul, vá e deixe que Koatay 108 lhe cure das dores que sois portador.

Obs.: Chorei muito ao receber esta passagem por email, e me arrependi muito de ter deixado para comprar a passagem para a última hora.   -  Kazagr…

Última Chance

Infelizmente nosso conhecimento acerca do espiritismo ou espiritualismo, muitas vezes nos leva a descartar o termo “última chance”.
Conhecedores que somos das leis que nos regem, sabemos que sempre existe uma nova oportunidade e enredados pelos sentimentos da personalidade, obscurecemos nossa passagem por este plano ao pensar “da próxima vez quem sabe...”.
Salve Deus!
Existe sim a “última chance”, pois a cada vez que recalcitramos  em sentimentos que não condizem com nosso nível de esclarecimento, podemos estar desperdiçando uma “última oportunidade” de resgate na lei do amor, restando, para a próxima passagem, somente “através da dor” para restabelecer o equilíbrio e harmonia.
Não podemos ver o quê se passa espiritualmente, mas podemos ter a clara noção de que este Primeiro de Maio pode ser uma “última chance”...
Uma última chance de ver novamente unidos no Radar da Estrela, os quatro irmãos, os nossos Adjuntos de Raiz, os nossos Comandantes preparados diretamente pela Clarividente...
A id…

Evoluídos?

É quase inútil empenhar-se na vida espiritual enquanto não se compreendeu até que ponto a natureza inferior do homem é resistente e quanto o trabalho a empreender sobre ela exige vigilância, perseverança, humildade, abnegação. Muitas pessoas crêem que vão transformar-se rapidamente pelo fato de terem encontrado um ensinamento espiritual.
Mas não, o domínio da vida mental e psíquica é muito mais difícil do que elas imaginam!
Existe realmente em cada ser humano a capacidade de renovação, de regeneração, de divinização, mas é um processo lento, e o que cada um consegue realizar nesta encarnação depende do trabalho já começado nas encarnações anteriores.
Para aqueles que não têm consciência das dificuldades que, inevitavelmente, se encontra na vida espiritual, é impossível progredir; então, eles sofrerão e farão sofrer os outros.
Empenhar-se na vida espiritual exige que, à partida, se esteja muito lúcido acerca de si mesmo.
Omraam

108 MOTIVOS PARA O PERDÃO – 1º de Maio

Após muitos movimentos em volta do Rei Sol, novos tempos se configuraram para os que vieram em busca de suas heranças transcendentais. E destas voltas, 36 delas estão para a multiplicação do perdão em pelo menos 3 vezes, respeitando sempre os três reinos de nossa natureza; respeitando sempre o Pai, o Filho e o Espírito Santo; visualizando os três Reis Magos que festejaram a chegada de Jesus menino. E um dia, através do merecimento da boa-vontade para com o próximo, desbloqueando os 108 mantras de forças.
Entramos em escuras florestas a enfrentar demônios, estes as próprias criações desvirtuadas da incompreensão e da intolerância. A espada brilhou com sua luz prateada em vozes que clamaram a vitória. Foi-nos concedida a força de Rama, e a sua princesa, o amor, pode ser salvo todos os dias, fazendo-se assim raiar a lança em róseas cores.
Luzes foram acesas na imensidão do Universo, e Koatay 108 glorificou a sua missão ao ver filhos esclarecidos, seu sonho maior, em sua simplicidade de obj…

A HISTÓRIA DE DOIS JAGUARES

Um belo poema do Mestre Orsi, que mais uma vez nos recorda o quanto ainda podemos vibrar com nossos “irmãos mais velhos da Doutrina”! Salve Deus! Kazagrande
O clangor do aço O cenário de uma batalha Guerreiros e seus pedaços No céu pesada mortalha
Dois líderes rivais comandam Respeito mútuo e sede de vitória Valentes ao combate se lançam O desencarne interrompe essa história
Ambos chegam ao Plano Superior Se dão conta do grande fracasso Onde deviam semear o amor Houve o ódio, a guerra e o cansaço 
Recebem nova oportunidade No ventre materno a união Serão restauradores da verdade Comprometidos em grandiosa missão
A nova jornada começa E o começo da cobrança O velho carma se apressa Em trazer a sua herança
Explode a antiga rivalidade Entre os dois irmãos reencarnados Cai o muro de civilidade Faz-se de novo o confronto armado
Mas a passagem aqui na Terra Tem uma data de validade E não tem jeito, quando o tempo encerra Todos teremos que encarar a verdade
Meus irmãos e mestres decidam o quanto antes O importante não é…

Lembranças do Trino Araken

Texto do Adjunto Hitupan, Mestre Hugo Sobreira – Crato – CE
   Estava ouvindo umas gravações com o saudoso Trino Arakém. Sua voz grave, tom sisudo, compenetrado e comprometido. Lembrei-me de uma passagem inesquecível porque inspirada pelo amor.  
Estávamos no Templo Mãe, tudo lindo para nós, maravilhoso! Nossa casa! Nossa Mãe viveu ali! Éramos todos muito “eletrizados” com tudo, até o simples fato de tomar um cafezinho com pão de queijo nos fazia lembrar dela: “será que ela também tomou um café aqui?”, “quantas vezes ela esteve sentada aqui?”... vibrávamos!
Viajávamos cerca de três vezes por ano, cerca de mil e tantos quilômetros, geralmente mais de 30 horas de viagem... mas quem pensava em cansaço? Escalada, irmãos! Escalada! Passávamos a semana na realização dos trabalhos da Estrela Candente, de domingo a domingo: escalada! Alegres, realizados, felizes!
Salvo engano, foi no ano de 2001, na semana que acontecia a Consagração de Adjuntos. Ouvimos então aquilo que era uma grande novidade …

Do Mestre Lua para o Doutrinador

Anderson Augusto - Mestre Lua    
  Vós que recebestes uma personalidade, a qual sabia ser o seu maior desafio, e por isto Cristo Jesus deu-te uma espada, a ser apontada para o próprio peito.
Caminhastes por conquistas e vales de sangue, e hoje podeis caminhar pelo Vale do Sol.
Encarregastes de vencer a vida pela força, e hoje podeis ser a própria vida em luz.
Não te humilhastes quando cedes muito de ti, pois de todos já recebes um pedaço que deixastes.
Ainda que sintas a necessidade de conquistas, estas virão pela tua paz.
Os sofredores por tuas mãos se consolam e por teus sentimentos se levantam.
As monções chegam e dispersam-se, e tu ainda caminhas em passos firmes.
Não há cisão na Nova Terra, pois os fractais que somos seremos o elo.
Na junção, tuas mais leves e concentradas forças, com capacidade de agregar o incompreensível.
Não há tempo sobre o tempo, pois os teus deslizes foram tua própria e necessária escola.
A luz de Cristo em tua mente, vestes a mansidão e ela te conduzirá ao Reino.
Ir…

Gilberto, Carmem Lúcia, Raul e Vera Lúcia

Creio o “bem” mais difícil de compartilhar na vida seja a própria mãe!
Escolhemos, ainda nos Planos Espirituais, aquele ser que irá nos acolher em seu ventre e participar de nossa formação desde os primeiros passos nesta nova jornada encarnatória.
Nos receberá em seu seio, acalentará nossas dores e, sem saber conscientemente o espírito que acolhe, nos amará incondicionalmente. Suportando nossos defeitos e dia a dia se empenhando em nos tornar um ser melhor.
A simples chegada de um irmão mais novo, recebido no mesmo ventre, já é motivo para ciúmes e demonstrações de carência.
Escrevo isso, porque apesar dos defeitos, dos erros, das incompreensões, temos que nos render a estes que compartilharam a própria mãe não apenas com seus irmãos consangüíneos, compartilharam com todo um povo!
Os filhos e filhas de Tia Neiva, que conseguiram suportar ter que dividir a própria mãe com centenas, milhares, de outros irmãos que chegaram depois cheios de dúvidas, carências e conflitos e foram acolhidos sob…

Primeiro de Maio de 2011

Após dois dias de viagem, partindo aqui da Bolívia, cheguei na madrugada do dia primeiro de maio a Brasília. Meu “padrinho de coração” me esperava para conduzir-me ao Vale do Amanhecer.
Chegamos ao Vale as 4h30 da madrugada, deixamos o carro próximo ao Templo e seguimos a pé, misturados a multidão, rumo a Estrela Candente.
No caminho podia sentir a vibração e ansiedade estampada nas faces dos que caminhavam ainda tentando separar a personalidade e mergulhar na individualidade.
Passei lentamente em frente à casa de Tia Lúcia, sentindo o perfume que exala das árvores daquela rua e que tantas belas recordações me desperta. O som dos mantras, emitidos pelas Falanges Missionárias auxiliava a conter as lágrimas que marejavam os olhos repletos de felicidade.
Posicionei-me na fila magnética esperando pacientemente a entrada na Estrela, sem pensar em mais nada que pudesse me distanciar da energia mágica e envolvente daquele Ritual, que aguardava os primeiros raios do sol.
Os Devas empenhados em rev…

Primeiro de Maio - Tia Neiva a Mãe do Doutrinador

Como podem perceber em todos os textos do “Exílio do Jaguar”, eu jamais tomei qualquer “partido”, e assim deve ser, pois acredito que Pai Seta Branca é o mesmo em todos os Templos e não existe OSOEC ou CGTA nos planos espirituais que trouxeram a Doutrina para o plano físico.
Porém hoje, com a aproximação do Primeiro de Maio, data em que se celebra a principal missão de Tia Neiva, o Doutrinador, sinto a necessidade de escrever para meus tios.
Sim, meus tios, assim os aprendi a chamar, amar e respeitar. Não escrevo para o Trino Ajarã ou para o Trino Ypoarã, não me considero a altura para chegar a tanto. Porém, sei que posso escrever para o Tio Beto e para o Tio Raul.
O Primeiro de Maio não é apenas um Ritual, é a celebração máxima da missão de Tia Neiva, Mãe do Doutrinador.
Vamos esquecer as mágoas, CGTA, OSOEC, diferenças de interpretação, venenos cuidadosamente destilados e direcionados, e nos unir sem pensar em posições ou até mesmo em classificações, vamos pensar apenas em ser O DOUTRIN…

Desencarnes em Massa

Desencarne coletivos que acontecem por meio de acidentes, fenômenos da natureza e outros tipos de desastres, vitimando um grande grupo de pessoas... Cada vez mais temos presenciado este tipo de situação!
Temos que compreender que nosso planeta está ingressando em uma nova tônica evolutiva e uma aceleração natural dos carmas, de grupos de espíritos comprometidos com um mesmo débito ou mesmo com reajustes semelhantes, provenientes de suas outras passagens pela Terra, se prepara em conjunto, antes de reencarnar, para a redenção de suas dívidas nestes desencarnes em massa.
Todos os desencarnes, exceto os assassinatos e suicídios, são preparados pelos Mentores, de modo que podemos estar certos que existe uma previsão para estas “calamidades” e o auxilio e recepção destes espíritos é programado com antecedência.
Coloquei o “calamidades” entre aspas, porque na verdade é uma grande oportunidade! Realiza-se em menos tempo um reajuste que poderia perdurar por séculos. Sem contar o sentimento de so…

A MARCA DA IDOLATRIA III: ARMADILHAS DO EGO

Anderson Augusto - Mestre Lua  
   Normalmente, acreditamos que o ego seja uma figura existente somente quando buscamos o elogio ou a fama diante dos vários acontecimentos da vida. Porém, este instrumento, concedido por Deus também o é a mesma série de entendimentos, percepções e memória de que dispõe nossa mente; um verdadeiro complexo de verdades individuais, o qual servirá de ferramenta para limpeza do espírito.
São muitas armadilhas que esta “configuração” provisória tentará criar, no intuito de firmar-se como a verdade, que em sua relatividade, deixa ou encobre o absoluto, o incogniscível, que somente será sentido através do amor universal e incondicional.
Uma das grandes armadilhas do ego, é quando quer nos fazer acreditar que já chegamos “lá”, que somos humildes, bons e perfeitos. Esta é uma proposta justamente que provará a verdadeira humildade, que encontra-se mais no sentimento do que nas palavras ou ações, que por vezes podem estar recheadas de intenções individualistas, de p…

Seu Povo

Muitos dos nós procuram a “história do seu Povo” (aquele que recebemos ao Consagrar Centúria) e, encontrando os “sabetudo”, acabam por vezes saindo com fantasias a respeito deste tema.
Meus irmãos, muito pouco ou quase nada se falou sobre o "Povo", e Tia Neiva nada deixou sobre qualquer povo especificamente! Qualquer coisa que tenha visto sobre algum "povo", que recebemos na Centúria, tenha certeza que é a mais pura invenção.
A única referência que temos é que o "Povo" é a sua linhagem espiritual. Representa todos seus Mentores e Consagrações. Somente isso!!!
Desta forma, quando invocar, ou mentalizar, o seu povo (Aruçay, por exemplo), estará vibrando em todos os mentores que lhe assistem, sem invocar a cada um individualmente. Além disso, nada foi deixado.
Existem diversos pontos em nossa Doutrina que não foram "avinhados" (esse era o termo que Tia usava), ou seja, não foram colocados em prática verdadeira. Porém a orientação sobre invocar o Povo…

Meu povo de Além-mar

Meus Irmãos e irmãs de Portugal!       Salve Deus!   
Este fraterno laço que nos une, e que a cada dia se torna mais forte e produtivo, me impele, neste dia tão especial, a escrever a todos vocês.
Desde o início da jornada no Exílio do Jaguar, recebo todos os dias algum email de vocês. Sempre apoiando e principalmente buscando o conhecimento de nossa maravilhosa Doutrina de Amor.
De longe fisicamente, mas sentido-me muito próximo espiritualmente, acompanho a jornada de vocês também. Reparo que em suas dúvidas sempre reside a intenção maior de servir, e de servir bem! Com propriedade no que fazem e se dedicam com tanto amor e desprendimento.
Claro que todos os Templos têm seus problemas e vocês não seriam exceção. No Vale do Amanhecer encontramos espíritos que já trilharam juntos outros caminhos e nem sempre foram amigos ou estiveram unidos pela égide do Evangelho de Nossos Senhor Jesus Cristo. Sendo mais claro, no Vale não vamos encontrar só os “bonzinhos”... Muito pelo contrário! Encon…